Escolha uma Página
Anúncios no LinkedIn: impactando a maior comunidade global de profissionais

Anúncios no LinkedIn: impactando a maior comunidade global de profissionais

Mais de 500 milhões de profissionais do mundo, e 45 milhões no Brasil, se reúnem no LinkedIn para se conectar e se informar, avançar na carreira e trabalhar de maneira mais inteligente.

Isso faz do LinkedIn a plataforma mais eficiente para engajar os decisores, influenciadores e as pessoas mais relevantes para sua empresa.

Como fazer anúncios no Linkedin?

Defina seu objetivo

Segmente o público certo

Envolva com conteúdo

Otimize seu impacto

1. Selecione o conteúdo. Comece patrocinando uma atualização orgânica, publicada recentemente na sua Company Page.

2. Segmente seu público por localidade, empresa, setor, cargo, competências, diploma, etc.

3. Defina o lance e o orçamento da campanha com custo por clique (CPC) ou custo por mil impressões (CPM).

4. Lance a campanha e comece a promover o conteúdo diretamente no feed do LinkedIn.

5. Avalie os resultados e acompanhe as principais métricas, incluindo cliques, impressões e engajamento com seu conteúdo.

6. Otimize seu impacto testando variações de conteúdo e públicos com as ferramentas dimensionáveis de gerenciamento de campanhas.

Quais os objetivos de Campanha?

A pouco tempo o Linkedin atualizou seu sistema e agora, como em outras redes sociais, você também pode definir um objetivo de marketing para os seus anúncios.

Você pode escolher entre:

  • Conhecimento da Marca
  • Consideração (Visitas ao site, Engajamento, Visualizações de vídeo)
  • Conversões (Conversões do site e Geração de leads)

Quais os formatos de anúncios?

O que é muito interessante na escolha dos formatos de anúncios no LinkedIn, é que a ferramenta vai te dar sugestões de formato de anúncio de acordo com a sua escolha do objetivo.

Objetivos x Formatos

Resultados previstos para a sua audiência

Como em outras redes sociais, durante o processo de configuração de campanha, você poderá checar no painel de previsão de resultados. Comece com um público amplo e o restrinja depois de ver como ele funciona melhor.

Otimizando sua estratégia

Garanta que suas personas sejam claras e bem definidas. Faça anúncios para elas em campanhas separadas e agrupe as opções que façam sentido, incluindo setores, localidades e funções relacionadas. Isso facilitará a entrega das mensagens certas e personalizadas para um subconjunto específico de usuários do Linkedin.

Acrescente apenas um ou dois filtros adicionais de segmentação além da localidade. Faça testes, você só saberá testando.

75% das interações com sponserd content acontecem em dispositivos mobile, portanto, use pouco texto em suas imagens. Certifique-se que seu conteúdo seja exibido em telas pequenas.

Seja breve e interessante. Atualizações curtas, com até 150 caracteres ou menos, tendem a ter melhor desempenho.

Para o Sponsored InMail, evite parágrafos confusos. Mantenha textos com mais de 1.000 caracteres. Priorize seu público. Vincule a experiência do público ao contexto da mensagem.

Tenha um CTA claro para conversões certas.

Como qualquer campanha de marketing digital requer testes contínuos. Teste sempre.

Reprogramando o cérebro sobre anúncio em rede social

Reprogramando o cérebro sobre anúncio em rede social

Conheça as oportunidades das redes do Facebook que você está perdendo e reavalie sua estratégia de anúncio em rede social.

Há alguns dias estive em um evento de performance do próprio Facebook e tomei alguns tapas na cara que me fizeram reavaliar muito do que sei sobre anúncio em rede social e sobre o comportamento do consumidor nelas. Então, vamos reprogramar nosso cérebro e melhorar os resultados?

 

1- O Stories do Instagram não é o rei

Que o Stories do Facebook não faz sucesso, todos sabemos. Também temos ouvido falar muito sobre como o Stories do Instagram é o rei do momento, trazendo inúmeros views e conversões.

Mas você já pensou no status do Whatsapp? O que foi apresentado nesse evento e que me fez repensar sobre o comportamento do consumidor é que, pasmem, O STATUS DO WHATSAPP TEM MAIS VISUALIZAÇÃO QUE O STORIES DO INSTAGRAM.

Agora te pergunto, quantas marcas você conhece que aproveitam essa oportunidade GRATUITA de contato com o público?

2- Vídeos realmente são a mídia do momento

De acordo com uma pesquisa do próprio Facebook, 30% das pessoas preferem ver os produtos em vídeo e houve um crescimento de 80% no uso de vídeos.

Ouço muito que não usam vídeo porque precisa de uma mega produção…mas você sabia que existe uma forma de criar vídeos através de fotos?

São chamadas de apresentações multimídias. Na verdade são modelos pré-prontos de vídeos onde você cria as imagens e as coloca no local designado. É muito fácil de fazer e o resultado fica realmente parecendo um vídeo, com movimento, transições e tudo.

Ah, aqui vão algumas dicas do próprio Facebook:

– Dê atenção aos vídeos de 15 segundos.

– Esse formato serve tanto para branding quanto para performance. SIM, vídeos vendem também!

– No vídeo, somente a miniatura entra na regra dos 20% de texto.

– O tamanho 4:5 funciona bem em praticamente todos os objetivos.

 

3- Like não faz a empresa crescer

A maioria já deve saber disso, mas é sempre bom voltar nesse assunto. Curtida em página e em postagem não crescem a empresa nem as vendas. O que faz isso é o reconhecimento de marca, ou seja, o quanto as pessoas conhecem a sua marca como uma solucionadora do problema delas e desejam seu produto/serviço.

De acordo com uma pesquisa do Facebook, engajamento não tem relação direta com intenção de compra.

Ficou na dúvida? Vamos nos avaliar! Quantas vezes você curte uma publicação e de fato compra aquele produto depois? E quantas vezes você não curte a publicação, mas clica direto no botão de conversão e realiza a conversão? Pare para analisar o seu comportamento e verá que tem lógica.

Pensando nisso, que tal reavaliar sua estratégia de anúncio com objetivo de engajamento e analisar outros objetivos?!

E você, tem utilizado essas informações e formatos nos anúncios em rede social? O que posso aconselhar é que teste um tópico por vez e veja o que funciona melhor para o seu segmento e para o seu processo de compra.

Afinal, por mais que tenham vindo direto da fonte maior, tudo que se refere à anúncio em rede social e ao comportamento do consumidor deve ser testado! Lembre-se, marketing digital nada mais é que uma sequência de testes até descobrir quais novidades e técnicas funcionam para o seu negócio e público.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com