Criar um e-commerce com baixo investimento e pequena equipe é uma realidade para muitos brasileiros.

O primeiro desafio deste processo é escolher a plataforma a ser utilizada. Para isto é preciso responder algumas perguntas que podem definir o seu perfil de empreendedor.

A primeira delas é qual valor tenho para investir na plataforma e/ou ferramentas ? Para orçamentos mais enxutos, as plataformas SaaS são as mais indicadas.

SaaS é a sigla para Software as a Service, que denomina um tipo de plataforma e-commerce cujo código fonte Back-end é de propriedade do fornecedor.

Ou seja, são plataformas alugadas criadas para criar lojas virtuais. Já são desenvolvidas para que a loja virtual seja instalada de maneira mais simples, rápida e com baixo investimento.

Existem milhares de plataformas hoje em dia, e como escolher a melhor plataforma para meu negócio?

Depende de alguns fatores que devem ser questionados e levados em conta na hora de optar por uma plataforma SaaS.

Resumimos alguns aqui para facilitar o checklist na hora da decisão:

1. O valor mensal é compatível com meu orçamento?

Em média os custos nessas plataformas são de R$30 a R$399 a mensalidade. Há também algumas gratuitas com recursos limitados para dar o start de sua loja.

Os valores dos planos normalmente, depende da quantidade de produtos cadastrados, views, recursos e integrações adicionais que sua loja necessite.

2. Como funciona o gerenciamento da loja ( dashboard é intuitivo?)

Como saber isso? Testando! Sim, a maioria das plataformas disponibilizam um teste free por alguns dias, mesmo que limitado é possível verificar internamente a plataforma a ser escolhida.

Esse é o primeiro passo, para verificar se a plataforma vai ser viável ou não para você. Quanto mais simples e intuitivo melhor afinal, o lojista utilizará no seu dia a dia.

3. Suporte e Atendimento

Você está contratando um serviço, nesse caso esse quesito é importante para o relacionamento e funcionamento de sua loja.

Hoje em dia, a maioria das plataformas não tem telefone de contato.Mas chats, fóruns e/ou até grupos fechados no Facebook para auxílio no dia a dia.

Grupos no Facebook é um tópico interessante a ser levantado, já que a maioria das plataformas tem grupos da plataforma e/ou criados pelos próprios lojistas para ajuda. Nos grupos, você pode verificar também o dia a dia do lojista que utiliza aquela plataforma, e ter noção da parte de suporte e problemas ou bugs que a plataforma venha a ter ou não.

Além do networking, que pode ser muito proveitoso, muitos lojistas entendem que compartilhar informações une e não acirra concorrência.Mas nada supre o suporte oficial da plataforma, é um quesito que deve ser levado em conta.

4. SEO – O que é? Influi na minha loja?

Resumidamente, afinal SEO é um tema complexo e bem abrangente.

SEO significa Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de busca). É um conjunto de técnicas de otimização para sites, blogs e páginas na web.

Essas otimizações visam alcançar bons rankings orgânicos gerando tráfego e autoridade para um site, loja ou blog.

A otimização influi e muito na indexação de sua loja virtual e é um trabalho contínuo que você ou algum profissional deve manter na sua loja. Além disso, ele por si só não traz vendas, deve ser feito em conjunto com ações de Marketing Digital.

Algumas plataformas disponibilizam na própria administração de criação de produtos, campos separados para ajuda nessa otimização (tags, palavra-chave, metadescrição, e imagens otimizadas, url personalizáveis.)
Esses campos separados ajudam o lojista quando estiverem criando seu produto, otimizar seu SEO.

O lojista e/ou um profissional especialista contratado serão os responsáveis por essa otimização. A plataforma apenas disponibiliza sua utilização e melhor aproveitamento das técnicas de SEO.

5. Meios de Pagamentos

Existem diversos no mercado atual, com taxas variadas.

Pesquise, e calcule bem sua precificação e taxas para verificar quais são interessantes para seu negócio.

As mais conhecidas:

Pagseguro (aceita cartões de crédito, boleto, débito em conta) – 2 formas de disponibilizar parcelamento: com juros para o cliente e também é possível criar regras especiais para parcelamento sem juros para o cliente, fiz um vídeo passo a passo aqui.

Paypal (aceita cartões de crédito) – a taxa é sempre do lojista, para o cliente sempre é sem juros.

Mercado Pago (aceita cartões de crédito, boleto)

Paghiper (aceita boleto) taxa fixa do boleto.

Moip (aceita cartões de crédito e boleto)

Stone (aceita cartões de crédito e boleto) tem possibilidade de contratação de gestão de risco.

Gerencianet (aceita cartões, boleto e carnê para pagamento estilo assinatura)

Vendas estilo assinatura: Paypal, Pagseguro, Gerencianet

6. Logística

Correios ainda é o meio de envio mais comum para a maioria dos lojistas que atendem todo Brasil.

A integração com os Correios é algo indispensável para o lojista. Além disso, para lojista que possui convênio com Correios, tem facilidade na logística reversa e retirada de produtos.

Para vendas com alto volume é indicado integrar um sistema ERP para automação de notas fiscais e etiquetas de envio. Algumas plataformas estão integradas com transportadoras conveniadas para pequenos lojistas, vale pesquisar.

Outras integrações que são possíveis com descontos no frete, são: Mercado Envios, Envio Fácil, Melhor envio.

Se você faz entregas em áreas delimitadas também é interessante pesquisar empresas de motoboy (vai depender do volume do produto que você trabalha)

Empresas de motoboy online: Loggi, Rapiddo.

A Mandaê , é uma plataforma de logística completa, vale verificar a disponibilidade e mais informações aqui.

ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial.

O ERP é um software que melhora a gestão das empresas, automatizando os processos e integrando as atividades de Vendas, Finanças, Contabilidade, Fiscal, Estoque, Compras, Recursos Humanos, Produção e Logística.

A maioria das plataformas já possuem integração com a Bling e Tiny.

Plataformas que tenham integração ou a possibilidade de integrações com ERP é um ponto que poucos lojistas verificam quando iniciam a loja, mas conforme sua loja for crescendo e convertendo mais vendas, integrações vão surgindo na demanda para facilitar e economizar tempo.

7. Mobile First

A importância do acesso mobile nos dias de hoje, nem precisa ser colocada a prova.
Então, sim, é essencial que a plataforma seja responsiva e adaptada a dispositivos móveis.
Levando em conta também a usabilidade da loja tanto no desktop como para mobile.
Entramos na questão de layout, design e usabilidade que é essencial para que sua loja seja além de atrativa, converta de forma satisfatória.

Nesse quesito não podemos esquecer de lembrar da importância da sua marca e visual.
Nos dias de hoje, existem milhões de lojas virtuais, o que vai fazer o cliente comprar de você?

Essa pergunta deixo no ar, porque ela vai envolver muito do branding e marketing de sua loja.

8. Código e Programação:

O código de uma plataforma SaaS é do fornecedor, ou seja, cada plataforma tem um código único, que só o fornecedor e parceiros podem otimizar.

A Personalização Front-end flexível (layout/design) é um dos pontos altos para muitos optarem por esse modelo de plataforma, por envolver um custo mais reduzido do que criar uma plataforma própria para sua loja virtual.

A maioria das plataformas SaaS tem o código flexível podendo ser utilizado para deixar as lojas personalizadas visualmente.

Algumas também possuem editores visuais próprios de fácil aprendizado sem que o lojista precise contratar um programador.

As plataformas Saas não requerem instalação no computador do dono da loja virtual.
A(o) empreendedora(o) acessa o sistema via internet, não tem custos de instalação do software; não paga manutenção anual de software.
O Data Center fica por conta do fornecedor da plataforma.

9. Outras integrações/ recursos

Outro quesito importante que poucos pensam quando criam a loja virtual é que um dia você pode querer mudar de plataforma (Migração).

É importante a plataforma ter recursos que te auxiliem na migração.

Por exemplo: exportação de produtos, exportação de listas, integração via xml.

Esses recursos farão a migração ser um pouco menos trabalhosa para o lojista.

É algo a ser pensado principalmente se está iniciando sua loja virtual.

Escolher o menor custo pode ter um custo alto quando quiser migrar para plataformas mais robustas. Imagine ter que cadastrar manualmente mais de 500 produtos com variações?

Além de chat integrado, emailmarketing , marketplace, entre outras integrações que de acordo com cada nicho ou modelo de negócio pode ser necessário.

Verificar o quanto a plataforma se mantém atualizada nesse mercado é essencial. O mercado muda rapidamente e a cada dia surgem novas ferramentas e atualizações de ferramentas já utilizadas.

Um exemplo:

Instagram Shopping que foi lançado no primeiro semestre, plataformas que já disponibilizavam xml para o lojista. Fez com que o lojista além de usar seu catálogo em sua fanpage, também pudesse utilizá-lo no Instagram.

Uma plataforma que está estagnada há pelo menos 1 ano com certeza não é a ideal para você, que quer criar um negócio sustentável e em crescente crescimento.

Avisos pela própria dashboard ou por email das atualizações e/ou manutenções da plataforma são importantes para o usuário.

O relacionamento da plataforma com o lojista é essencial, e esses avisos podem dar indícios do quanto a plataforma se preocupa com seu usuário.

A plataforma influi nas minhas vendas? Sim e não.

Como assim? Sim, por todas as questões levantadas a acima e não porque a plataforma é uma ferramenta de venda. Ela precisa estar funcionando corretamente, os testes são essenciais.

Investir em sua marca e divulgar para seu público é essencial para que sua loja virtual seja notada.

Se tiver mais sugestões, mande nos comentários, adoro conhecer as novidades e o que está sendo usado ou testado atualmente.

 

 

  • Ver +

Empreendedora Digital, trabalho há mais de 10 anos no mercado digital principalmente com e-commerce para pequenos empreendedores.
Fundadora da Alyma, atendo pequenos empreendedores e lojistas, desenvolvendo sites, lojas virtuais, e também ofereço suporte e consultoria para clientes que desejam iniciar seu negócio online tenham uma base para alavancar seu negócio.
Estou muito feliz em poder participar desse projeto com mulheres competentes, atuantes e que já mudam o mercado digital com seu trabalho.

Comentários