Escolha uma Página
  1. Simone de Beauvoir afirma que não se nasce mulher, torna-se mulher. Acredito que também não se nasce empreendedora, torna-se. Empreender é, sobretudo, se deixar lapidar.

Quando me graduei em Relações Públicas, assumi o marketing da Nãna Encantada, marca de acessórios artesanais recém-lançada pela minha família. A comunicação online me pareceu o caminho mais adequado naquele momento, já que elas não tinham muita verba para investir em mídias tradicionais. Acontece que eu tinha uma noção muito superficial de estratégias voltadas para internet, principalmente para mídias sociais. A grade curricular da universidade de Comunicação, ainda não contemplava muitos estudos neste campo.

Muita leitura, muita dedicação e muito feeling. Esses foram os elementos que embasaram o meu primeiro trabalho. Hoje, o que chamam de marketing de conteúdo e marketing de influência, eu aprendi a fazer por experimentação. A curiosidade aguçada sempre foi uma grande aliada. Constatei na prática o quanto transparência é fundamental para um bom processo de branding.

Aos poucos, as estratégias que eu desenvolvia começaram a surtir um efeito que nem eu mesma esperava.

Em pouco tempo, o trabalho com a Nãna Encantada começou a render outros frutos: vários convites para que eu gerenciasse as mídias sociais de outras empresas. Mergulhei intensamente no universo do marketing digital. Além da pós-graduação, fiz inúmeros cursos relacionados.

Minha carteira de clientes começou a crescer com as indicações constantes e atender a todos como freelancer começou a se tornar insustentável. Era chegada a hora de tomar uma das decisões mais determinantes da minha vida: limitar meu número de clientes e seguir como autônoma ou expandir, abrindo meu próprio negócio.

O receio de não estar preparada e o frio na barriga diante do novo eram enormes, mas minha vontade de oferecer um trabalho diferenciado e nos moldes do que eu acreditava ser o mais ético era maior.

Convidei uma amiga e grande profissional para embarcar nesse sonho como minha sócia. Assim nascia a Mafalda Comunica, a primeira agência focada exclusivamente em gerenciamento de mídias sociais de Belo Horizonte. Com ela, nascia também uma empreendedora e uma nova Ayala.

Os tradicionais obstáculos burocráticos que enfrentamos ao abrir uma empresa no Brasil não foram os únicos com os quais tive que lidar. Ser mulher e aparentar ser mais jovem do que realmente era me obrigava a provar diariamente que eu tinha competência para estar à frente de uma agência. Muitos foram os que questionaram aquela “garotinha” tomando as rédeas de uma reunião. Mas é incrível como a determinação pode te levar além, independente do quanto os outros tentem te desviar do seu foco. Não é um sentimento, é atitude. Quando assinei a abertura de um CNPJ, não assumi um compromisso só com o mercado, mas também um compromisso comigo de fazer o melhor e confiar nisso.

Abrir a agência, investir na proximidade com os clientes, questionar algumas práticas de mercado e seguir em frente, apesar dos olhares desconfiados, foram as melhores decisões da minha vida e os alicerces para a construção da mulher que me tornei. Uma mulher ciente do seu papel na sociedade, da importância de sua luta pelo fim da desigualdade de gêneros, defensora de um clima organizacional que favoreça tanto empregadores como colaboradores e com muita vontade de transformar o mundo à sua volta por meio do seu trabalho. Acredito que todas nós empreendedoras temos histórias de superação em um mercado de trabalho patriarcal como o que vivemos, mas fica a certeza de nossa capacidade e a força da nossa união. Vamos juntas!

(Este texto contém trechos do capítulo ‘Pássaro Novo também pode voar’, escrito pela autora para o livro ‘Xá Comigo’ – Editora Mulheres que Decidem)

 

 

 

 

  • Ver +
Relações Públicas, pós-graduada em Produção em Mídias Digitais.
Consultora em marketing digital e sócia-fundadora da agência Mafalda Comunica.
Atua na área há oito anos e já ministrou diversas palestras e cursos sobre marketing digital.

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com