Em um mundo digital, a marca que não tem presença na internet ficou para “trás”?
Dependendo do que está sendo avaliado, sim.
Então é só criar um perfil no Facebook e Instagram, fazer uns posts e o problema está resolvido?
Com certeza não.

Se o intuito de uma marca, ao estar na internet, é obter algum tipo de resultado positivo para o negócio, é preciso responder algumas perguntas para ter um ponto de partida e traçar uma jornada para atingir tal objetivo.
De modo bem simplificado, a primeira delas seria: “o que eu quero com isso?”
Sabemos que a maioria das respostas será algo como “quero vender mais e ganhar dinheiro com a internet”. Até aí, nenhuma novidade.

Porém, depois que essa resposta foi identificada, a coisa começa a ficar um pouco mais complexa. Sabe por que? Mais difícil que saber o que quer, é saber como conseguir o que se quer.

Ao ter em mente o objetivo, decidir que a internet será o meio e que as redes sociais serão suas ferramentas, a marca deve estar ciente de que ela é penetra em uma festa que não foi convidada e que precisa entender qual música está tocando, entrar na dança, saber com quais convidados quer fazer amizade sincera, como conquistá-los e levá-los para casa.

Como conseguir tudo isso? Infelizmente (ou não), não existe uma receita de bolo que funcione para todos. Cada marca precisa ter a sensibilidade de compreender o que funciona ou não para ela. Porém, é essencial que ela saiba como ser relevante para as pessoas com quem quer se relacionar. Essa relevância pode ser construída por meio de um conteúdo que não interfira o que usuário está fazendo, que entregue alguma informação valiosa, um momento de descontração e/ou entretenimento ou algo que ele esteja precisando naquele momento.

A partir do momento em que a marca entende o que pode entregar ao usuário e como começar a construir um relacionamento com ele, inicia-se uma eterna fase de testes: formatos, imagens, chamadas, duração, timing, linguagem, veículo.
O que nunca deve estar em teste é o propósito da marca. Esse deve ser muito claro e levado a sério em todos os detalhes, até no emoji que será dado como resposta a um comentário de um post.

Saber quem você é, é o primeiro passo para entender como ser útil para alguém e porque esse alguém deve considerá-lo na hora de tomar uma decisão.

  • Ver +

Graduada em Publicidade e Propaganda e pós-graduanda em Marketing, sócia-fundadora da Colmeia Social Media Marketing e integrante da equipe da comunidade SMXP.
Sou apaixonada em criação de conteúdo, estratégias de marketing, GIFs, chocolate, cachorros, livros, séries e sonho em ser professora.

Comentários