Escolha uma Página
4 lições sobre performance em marketing digital que a corrida de rua me ensinou

4 lições sobre performance em marketing digital que a corrida de rua me ensinou

Trabalho com marketing digital desde 2013, quando comecei a fazer estágio em uma agência de publicidade. Mesmo ano em que descobri o vício das corridas de rua e participei da minha primeira prova de 10 quilômetros.

De lá para cá, já participei de inúmeros eventos relacionados à área, me formei em jornalismo e fiz uma pós-graduação em Marketing e Design Digital. Assim como corri provas com distâncias variadas de 5 a 21 quilômetros. As provas com distâncias maiores, como uma meia maratona, nos exigem um pouco de experiência e treinos mais específicos. Não dá para simplesmente calçar o tênis, sair correndo e esperar completá-las sem a sensação de sofrimento.

Passado um tempo que estava inserida nesses dois universos, descobri que para ter melhores resultados precisava entender mais sobre performance e que ela diz muito sobre esses dois universos.

Conheça 4 lições que a corrida de rua me ensinou sobre performance em marketing digital:

1 – Desempenho

Para ter um bom desempenho nas corridas de rua é preciso ter resistência cardiovascular, ou seja, o corpo precisa suprir os músculos de oxigênio. Levando essa máxima ao negócio, precisamos coletar, processar e interpretar os dados de forma eficiente. Só assim, teremos boas tomadas de decisões.

2 – Amplitude

Nas pistas, é preciso ter flexibilidade no movimento das articulações para aumentar a amplitude das passadas e, assim, diminuir o pace (minutos por quilômetro percorrido). Já no marketing digital, para maximizar as conversões é preciso criar, testar, analisar, testar novamente, analisar mais uma vez, replicar e, por fim, tentar escalonar. É um verdadeiro pensamento de growth hacker. Afinal, se será necessário desenvolver uma mesma ação mais de uma vez, é possível automatizá-la. Dessa forma, podemos gastar tempo e energia em outras coisas mais importantes como padrões, regras, anúncios, testes e outras coisas que demanda que só podem ser desenvolvidas por alguém com capacidade analítica.

3 – Agilidade

Correr a maior quantidade no menor tempo possível é sinônimo de agilidade. Como livre analogia, podemos falar nos testes, resultados e alterações. Mudanças em uma campanha que antes demandavam tempo, hoje podem ser realizadas rapidamente e de forma eficiente.

4 – Saúde

Por fim e não menos importante: manter-se em movimento é bom para a saúde. Tanto a sua quanto a do seu negócio! Estamos vivendo mudanças cada vez mais rápidas que nos mostram que as melhores práticas já não são mais suficientes para crescer de forma saudável. Precisamos criar o nosso futuro priorizando as pessoas e as interações com elas. Depois podemos focar na tecnologia e na marca, que será muito bem recompensada!

Principais dúvidas de iniciantes no Gerenciador de anúncios do Facebook

Principais dúvidas de iniciantes no Gerenciador de anúncios do Facebook

A primeira pergunta que você deve estar se fazendo é: Por que é importante ter um Gerenciador de Anúncios? Então, vamos começar do começo e descobrir as maravilhas desta ferramenta!

No gerenciador de anúncios (Business Manager ou BM) você terá acesso à sua página e conta de anúncio. Mais que isso: você poderá criar um pixel, público personalizado, público semelhante, catálogo de anúncios e mais. Além disso, você escolhe quem terá acesso ao BM e a quais ativos (são considerados ativos: página, pixel, conta de anúncio, catálogo de produtos, aplicativo, Instagram).

Você já deve conhecer a página e a conta de anúncios, mas sabia que se você tem um e-commerce pode subir seus produtos para o catálogo de produtos e criar uma infinidade de anúncios? Para quem abandonou o carrinho, para quem visualizou e não comprou e muito mais. E sabia que ao colocar o pixel no seu site, você consegue criar um público de visitantes do seu site para fazer anúncios para eles? Essas são só algumas opções desse mundo chamado gerenciador de negócios.

Você cria um BM através deste link https://business.facebook.com/ É necessário ter um perfil no Facebook para evitar fraudes.

  • Passo 1 - Acessar site e Clicar em Criar conta
  • Passo 2 - Entrar com o login de usuário do Facebook
  • Passo 3 - Depois de logado clique em Criar conta
  • Passo 4 - Dê um nome ao gerenciador
  • Passo 5 - Identifique-se informando Nome e Email que você utilizará
  • Passo 6 - Adcione a Página, Adicione ou Crie a Conta de Anúncio da página, Adicone as pessoas que atuarão e defina os acessos delas

Agora vamos entender a diferença entre ‘Adicionar uma página’ e ‘Solicitar acesso a uma página’:

Você adiciona uma página ao BM quando você é o administrador da página e do BM. Dessa forma, ela será propriedade do seu BM. Quando você é uma agência e vai gerenciar a página do cliente, você solicita acesso a ela. Isso funciona para todos os ativos.

A agência pode solicitar acesso aos ativos do cliente ou o cliente pode adicioná-la como parceiro. Assim, o BM da agência terá acesso, mas o cliente ainda será proprietário de tudo.

Como o cliente atribui um parceiro (cliente com BM)

Em ‘Configurações do negócio’ clique no ativo (página, pixel, conta de anúncio, catálogo de produtos, aplicativo), em ‘Atribuir parceiro’ e insira o ID informado pela agência ou copie o link gerado e envie para a agência. Dê acesso Administrador ou Editor de página para a agência.

Para confirmar que deu certo, selecione o ativo e clique em Parceiros. A agência deve aparecer ali. É necessário dar acesso de parceiro a todos os ativos (página, pixel, conta de anúncio, catálogo de produtos, aplicativo).

Essa forma só é possível quando o cliente tem gerenciador de negócios (que é o ideal).
Atenção! Para gerenciar o Instagram do cliente é necessário obter login e senha, a conta não é administrada pelo BM.

Como a agência solicita acesso aos ativos (cliente com ou sem BM)

Vale frisar que para poder solicitar acesso a uma página, o gerenciador de negócios precisa ter uma página principal vinculada. O ideal é que seja a página que representa a agência. Vá em ‘Configurações’ > ‘Informações da empresa’ > ‘Página principal’.

Para solicitar acesso a um ativo vá em ‘Configurações do negócio’ > Escolha um ativo > ‘Adicionar’ > ‘Solicitar a acesso ao ativo’. Após isso, peça para o cliente liberar o acesso à página seguindo este caminho na página ‘Configurações’ > ‘Funções administrativas’ > dê ok e coloque a senha do Facebook (funciona para páginas com ou sem BM). Para os demais ativos, o cliente irá receber notificação no BM.

Para conta de anúncios, você precisará do ID da mesma. O cliente encontra essa informação no BM em ‘Configurações do negócio’ > ‘Contas de anúncio’ > Número de identificação que fica abaixo do nome da conta. Para contas de anúncios fora do BM, o cliente acha este número seguindo este caminho:‘Perfil dele do Facebook’ > ‘Gerenciar anúncios’ (no menu de opções, mesmo lugar onde tem o SAIR) > ‘Número de identificação’.

No BM da agência, os ativos precisam aparecer como ‘Isso é pertencente a indivíduos’, se o cliente não tiver BM, ou como ‘Isso é pertencente a nome BM cliente’.

Ainda falando sobre a diferença entre adicionar ativo e solicitar acesso ao ativo, seguem dois erros comuns:

Adicionar uma página do cliente no BM da agência – Erro que tem solução
Não é o certo, mas tem como resolver. A propriedade dos ativos deve ser do cliente, por isso você deve solicitar o acesso e não adicionar. Quando você adiciona, vira propriedade do seu BM. Se você fez isso, é só remover do seu BM. Mas lembre de ter alguém do cliente como administrador direto na página para que a propriedade volte pra ele.

Adicionar uma conta de anúncios no BM da agência – Erro que não tem volta
Quando você adiciona uma conta ao invés de solicitar acesso a ela, você passa a propriedade para o seu BM permanentemente. Esta ação não pode ser desfeita.

E um bônus! Melhores práticas:

  • Todos os ativos (página, conta de anúncio, catálogo de produtos, pixel, instagram, aplicativo) devem pertencer ao cliente. A agência terá somente o acesso para gerenciar.
  • Peça para o cliente cadastrar a forma de pagamento dele na conta de anúncio. Se ele não souber, você pode fazer com ele ou usar um cartão virtual para cada cliente.
  • Evite usar o mesmo cartão para mais de uma conta. Se uma for bloqueada, você pode ter problemas nas outras.
  • Se você insistir em infringir as políticas de anúncio, seu BM pode ser bloqueado e você ficará proibido de criar novas contas de anúncio. Para conhecer as políticas acesse https://www.facebook.com/policies/ads

Se tiver alguma dúvida, me manda um inbox na minha página. E acredite, o Gerenciador de Negócios é um mundo de opções para trabalhar anúncios no Facebook e se você não está usando, está perdendo possibilidades de venda.

 

 

Google Adwords: o que você pode estar deixando passar

Google Adwords: o que você pode estar deixando passar

O Google Adwords é uma ferramenta incrível de marketing digital. Não preciso te convencer sobre a importância do Google.

Se uma empresa quer atingir pessoas que estão pesquisando pelo seu produto, o Google Adwords é o lugar certo e um dos canais na internet onde é possível se obter resultado mais rápido: a pessoa está pesquisando pelo produto, você está mostrando.

Mas um canal tão amplo como esse, só é bem sucedido junto a uma complexa ferramenta de anúncios, oferecendo diversas possibilidades e uma concorrência que não é só baseada no valor de investimento.

Para usar o máximo do potencial dessa ferramenta, é preciso sair do básico. Acompanhe alguns detalhes que passam batido por muitos anunciantes e otimize suas campanhas.

1 – Regras Automatizadas

Com as regras automatizadas muitas tarefas realizadas repetidamente podem ser feitas automagicamente. Por exemplo:

– Lances mais altos de acordo com o horário ou outras condições;

– Ativação de anúncios para datas especiais;

– Pausar palavras e anúncios com baixo desempenho (defina exatamente, como por exemplo, custo alto de conversão);

– Ajuste de lance para posição média almejada;

– Aumento de orçamento em campanhas de alta conversão;

As possibilidades são muitas. Mas, cuidado ao usar: a máquina é implacável. Principalmente em aumentos de orçamento e ajuste de lance, atenção redobrada para não ter surpresas como o orçamento gasto antes do tempo.

 2 – Segmentação Geográfica

Essa vai parecer uma dica simples para quem já usa a ferramenta, mas tem um detalhe que passa batido por muita gente: na hora de fazer o setup da campanha, geralmente o anunciante seleciona a localização a segmentar a campanha, por exemplo, a cidade de Piracicaba. Por padrão, e se observar o “recomendado”, estará selecionada a seguinte opção: “pessoas que estão na minha região de segmentação, pesquisam sobre ela ou tem interesse nela (recomendado)”.

(Invejosos dirão que a interface é antiga)

 

Principalmente para campanhas de segmentação geográfica restrita, essa pode não ser a melhor opção. Não se engane com o “recomendado”. Podem vir cliques de muitas outras cidades que não vão converter, principalmente se é um produto ou serviço local. Verifique já as cidades da sua campanha que tem mais cliques/conversões e observe esse detalhe.

3 – Poucas palavras-chave por Grupo de Anúncio

Inchar os grupos de anúncio com muitas palavras-chave diferentes vai dificultar o seu trabalho de utilizar as palavras-chave nos anúncios e medir os termos que trazem melhores resultados.

Faça mais grupos de anúncio limitando os termos dentro deles para ter uma visão melhor da campanha.

4 – Mais de um anúncio por Grupo de Anúncio

Aproveitando o assunto Grupo de Anúncio: economizou nas palavras por grupo, mas não precisa economizar nos anúncios! É comum ver contas com um anúncio só por Grupo, mas isso não é o suficiente para testar o desempenho. Quais CTAs convertem mais, qual o apelo gerou mais interesse, etc. Conforme otimiza a campanha, crie novos e siga testando.

5 –  Não coloque só o Português na Configuração da Campanha

Essa é outra dica que vai parecer boba mas passa batido muitas vezes. A maior parte dos anunciantes seleciona geralmente só o idioma Português na segmentação, mas muitos usuários utilizam o inglês e até o espanhol no padrão de linguagem. Seja porque estão estudando a língua ou não mudaram a configuração. O problema é que se a sua campanha estiver só para ‘Português’, essas pessoas não verão seus anúncios.

6 – Concentre as campanhas da Rede Display no Destktop

Embora todas as dicas digam para privilegiar o mobile e é cada vez maior o tráfego – orgânico e pago – vindo de dispositivos móveis, o uso dessa configuração para a Rede Display pode não ser a melhor ideia.

A questão é física: muitas vezes o usuário simplesmente esbarra o dedo sem querer no banner. Não estava interessado de fato, mas acabou clicando. Pense direitinho no seu público e na segmentação: muitas vezes campanhas de display focadas em branding, bem segmentadas por canais, podem ter foco em impressões e o mobile valer a pena, mas não é sempre.

Dica Bônus

Tem um milhão de tips possíveis, ou na verdade, detalhes (nem tão pequenos) que você deve reparar na construção da campanha. Um importante é o índice de qualidade das palavras-chave.

Não é tão simples de resolver, porque também depende do site. Por isso entrou para seção “bônus”.

As palavras precisam estar relacionadas ao que está sendo anunciado, estar nos anúncios e, aqui muitos anunciantes falham, presentes na página de destino.

Um índice de qualidade alto das palavras-chave vai favorecer muito as campanhas e um Custo Por Clique mais baixo.

E você, tem outras dicas?

 

 

Investir em performance para prever o futuro

Investir em performance para prever o futuro

Quando se fala em prever o futuro, quase que automaticamente associamos à vidência. Mas, esse não é um texto sobre esse assunto e sim sobre os dados disponíveis no meio digital, a nossa capacidade analítica e resultados.

Se você ainda toma decisões relacionadas ao seu negócio se baseando apenas em intuições e achismos, você está no caminho errado. A partir de análises consistentes é possível transformar dados em insights que resultarão em otimizações do seu site ou campanha.

Por exemplo, se em uma campanha com o objetivo de gerar leads através de um formulário foi identificado um tempo muito alto nessa página e poucas conversões, isso pode significar um desestímulo de conclusão de ação por parte do usuário por se tratar de um formulário muito extenso, ou seja, um formulário com muitos campos.

A partir desse dado, pode ser testado e avaliado um novo modelo de formulário com uma menor quantidade de campos. Se, após o teste, o número de conversões aumentou, estamos falando de uma decisão e uma otimização baseada em dados.

Mas, os benefícios dos dados digitais não param por aí! Através de ferramentas do Think with Google temos uma infinidade de informações que, se bem utilizadas, podem gerar insights estratégicos. O Consumer Barometer, por exemplo, analisa o papel de cada recurso digital na jornada de compra do consumidor em mais de 45 países e em 10 categorias de produtos. Já o Google Trends traz dados das buscas dos consumidores em tempo real.

Com elas, é possível entender como o seu negócio pode perfomar melhor nos diversos canais digitais. Pensar em performance digital é traçar um planejamento consistente com objetivos claros e definidos para que possamos definir métricas, mensurar e avaliar os resultados das nossas ações a curto, médio e longo prazo.

A tendência das ações é que elas se repitam, por isso, analisar informações passadas aumenta a probabilidade de acerto de uma ação no futuro. É exatamente isso que quero dizer com prever o futuro. O filósofo e pensador chinês Confúcio já havia dito há mais de 500 anos antes de Cristo: “se queres prever o futuro, estude o passado”.

Dessa forma, saber qual é o mês que você tem menos conversões, entender os motivos que levam isso a acontecer e fazer comparativo com períodos anteriores, vai te ajudar a pensar em um plano de ação mais efetivo e que vise o maior retorno sobre o investimento (ROI).

 

 

 

 

Redes sociais como vantagem competitiva para pequenas empresas

Redes sociais como vantagem competitiva para pequenas empresas

Você é do tipo que fala “minha empresa é muito pequena para estar nas redes sociais”? Prepare-se para mudar de ideia porque tem um mundo de possibilidades para o seu negócio. E eu vou te contar como aproveitar isso e ter vantagem competitiva.

Não é novidade que hoje o mundo é digital, mas você sabia que o Brasil é o terceiro país no ranking de quem passa mais tempo na internet? De acordo com um estudo feito pelo We are social, em 2017, os brasileiros passam mais de 3 horas por dia nas redes sociais e, em média, 9h navegando na internet. Isso já deveria ser motivo suficiente para a sua marca estar no digital.

Mas focando naquelas 3h diárias, vamos pensar em como você pode aproveitar isso e ganhar vantagem competitiva. Além do fato de ter diferentes redes para você se relacionar com o seu público, existem ferramentas focadas em negócios locais, ou seja, pequenas empresas. E é aí que está o principal motivo.

Existem formas de trabalhar focando no público local. Por exemplo, você pode segmentar para quem mora próximo do seu estabelecimento ou que passou por ele. Outro formato interessante, e muito útil para quem vende pelo WhatsApp, é o de colocar um botão para mandarem mensagem pelo aplicativo.

Também existem formas de anunciar incentivando as pessoas a comprarem na sua loja física. E você consegue quantificar essas vendas, calculando o retorno sobre o investimento (ROI). São tantas opções para alavancar o seu negócio que poderíamos passar um dia aqui falando sobre.

O melhor disso tudo é que você pode acompanhar os resultados em tempo real e fazer as devidas alterações. Além disso, a internet permite a realização de testes diversos, o que garante que você vai falar com o seu público na hora em que ele precisa de você.

Com uma estratégia bem definida e bem aplicada, você pode ir longe. E como a maioria das pequenas empresas não faz esse trabalho, você vai se destacar na sua cidade. Para que isso tudo funcione é preciso investir um pouco na página do seu estabelecimento, mas nem se compara ao valor de anúncios em rádio e TV. Além disso, o retorno é bem maior, já que você fala diretamente com o seu público.

Vale lembrar que o retorno nesse espaço é um pouco mais lento. Isso significa que não é milagre, mas sim um trabalho constante de planejamento e testes de forma a conhecer bem sua persona e trazer o máximo resultado (venda e relacionamento) com o menor custo.

Também é importante ressaltar que as redes sociais não são como a TV e o rádio, onde você anuncia seu produto para todos e espera que venham até você. Aqui as pessoas querem se relacionar e por isso estão abertas a conversa. É necessário criar um relacionamento para depois vender. Afinal, não temos o hábito de comprar de quem não conhecemos e na internet isso triplica.

Já está pensando em como colocar sua marca no digital? Você encontra muito material gratuito na internet para começar. Se preferir, fale com um profissional de marketing. Com certeza terá um pacote que cabe no seu bolso. Ou mande uma mensagem para gente! Aqui no Ladies On temos diversas especialistas nessa área.

Performance não é só sobre valor financeiro

Performance não é só sobre valor financeiro

Performance no digital, a primeira vista pensa-se em vendas , conversões, lucros e retorno financeiro.

Porém, o que muitos não entendem é que para chegar aos resultados, o processo e os objetivos precisam estar alinhados.

Performance é o ato de cumprir determinada tarefa a partir de um conjunto de habilidades específicas.

Ter um bom planejamento e execução dos processos está extremamente relacionado a performance do profissional ou da equipe.

O que acontece muitas vezes, é que o processo de planejar quase nunca é reconhecido. As pessoas tem a tendência de ver apenas quando o “sucesso” de uma pessoa ou uma marca é alcançado. E não olhar o passado, e caminhos que ela passou para chegar a esse “sucesso” ou “resultado”.

Só quem passa por todo o processo vivencia na prática as dores e desafios. Além de ter uma grande persistência, habilidades, visão ampla, para atingir o objetivo final e alcançar os resultados pré determinados.

A forma como você lida e executa os processos de um projeto, vai impactar diretamente na sua performance.

O que pouco se fala , é o fato de que mesmo que o objetivo final não seja alcançado, a forma como a(o) profissional ou a equipe executou e passou pelos processos, pode sim ter tido um resultado e performado dentro da demanda que foi trabalhada.

De acordo com o escopo a ser trabalhado sua performance no digital também pode ser vista em alguns casos, como por exemplo:

– ganho de marca

– planejamento de campanhas

– ganho de tráfego

– leads

– desenvolvimento de site ou loja para melhora da navegabilidade, experiência do usuário

Entre muitos outros objetivos, que podem ser pré-determinados antes de iniciar um serviço.

Se você, como profissional consegue mensurar, demonstrar o resultado é possível medir a performance do serviço realizado.

Ai entra a importância da definição e alinhamento de objetivos antes mesmo de iniciar o projeto. Só assim você conseguirá ver e mensurar sua performance dentro do escopo pré- definido.

Falar de números, vendas é sempre muito mais legal. Mas, o fato de entregar resultados dentro do que se definiu ser entregue, já é sim, uma forma de mostrar sua performance.

Tudo isso deve ser bem alinhado com a(o) cliente. Esse alinhamento ajuda você, como profissional e ajuda ao cliente entender os processos, o caminho. Além de influenciar no relacionamento, deixando ele mais transparente e mais assertivo no fechamento de contratos e serviços.

No e-commerce, esses alinhamentos e objetivos devem ser bem claros e separados. Afinal o objetivo final sempre será o retorno financeiro.

A separação desses objetivos e alinhamentos, ajuda tanto você ver sua evolução como profissional. Como o cliente ficar a par do que está sendo realizado.

Ao mostrar ao cliente o planejamento, o desenvolvimento , crescimento e resultados os dois saem ganhando na maioria das vezes.

Performance também está muito ligada a relacionamento, afinal somos humanos. E trabalhar em um projeto onde há troca de experiências, do cliente com a(o) profissional, na maioria das vezes,  traz diversos aprendizados e até a soluções estratégias que podem deixar a performance muito melhor.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com