4 dicas para um look de reunião sem muita formalidade

4 dicas para um look de reunião sem muita formalidade

A insegurança na hora de se vestir nem sempre se torna a nossa melhor amiga. Ela pode inclusive ser uma grande inimiga contribuindo para que você escolha algo completamente fora da sua identidade e não mostre quem você é. Mas como seria um look de reunião sem muita formalidade?

Uma reunião de negócios não precisa ser sinônimo de uma roupa 100% social. Ainda mais se isso não tiver nada a ver com o seu estilo. Diante disso, separamos dicas para você implementar o seu look para a reunião e não perder o seu estilo mais moderno ou casual.

Pode deixar o salto alto de lado?

Pode! Se usar salto alto não tem nada a ver com o seu estilo e não faz parte da sua rotina no dia a dia, porque investir em uma peça que irá te deixar desconfortável? Principalmente se você estiver à caminho de uma reunião para fechar um negócio importante.

Deixe o salto de lado e invista em diferentes modelos de sapato como por exemplo: mocassins, mules, sapatilhas e rasteirinhas.

Mas, não para por aí. A maioria das mulheres que trabalham com o Mundo Digital são verdadeiras apaixonadas por tênis. Então, porque não implementar a peça ao look?

Segundo a consultora de imagem e estilo Camila Rigon, é plenamente possível utilizar tênis, principalmente os mais minimalistas em composições mais sóbrias. “Invista nos tênis brancos, pretos, cinza e até nos que são produzidos em materiais mais nobres como camurça, sintético similares ao couro e até tecidos acetinados”, explica.

Com essas peças, é possível criar diversas composições:

Tênis

Entre as opções utilizadas por Camila, estão as opções de: tshirt e saia com tênis branco, vestido de camurça com tênis branco, pantacourt com camisa e tênis branco ou vestido mais soltinho e tênis de couro.

Mule

O mule também está entre os favoritos sem salto da Camila. E a versatilidade das peças, até mais sérias como pantacourts, fica mais descontraída quando usadas com a camisa para fora ou com a t-shirt com um amarradinho.

Não quer abandonar a t-shirt e a camiseta?

Aposte no Blazer! O blazer pode ser a peça chave que faltava no seu look para parecer mais formal. Se você é mais descolada e gosta de peças coloridas, então, não precisa se ater apenas aos modelos em pretos, mas também nos coloridos como vermelho, amarelo, lilás ou a cor de sua preferência. Os coletes também podem dar ao visual um ar mais formal e quebrar a casualidade do look.

Muita cor

A cor não precisa ficar apenas no blazer colorido, você também pode levar um ar de modernidade para o seu estilo na calça. “Hoje em dia é relativamente fácil encontrar peças clássicas com modelagens mais modernas, cores mais vibrantes e menos sóbrias, facilitando a flexibilização da formalidade”, explica Camila Rigon, consultora de imagem e estilo.
Não se esqueça dos acessórios
Maxi colares ou também os mais minimalistas, brincos e pulseiras são capazes de dar mais estilo à produção escolhida. Mas, Camila ressalta a importância de que esses itens representem de modo fiel o estilo de quem irá usá-lo. “Os acessórios são determinantes para renovar produções com peças já muito utilizadas”, finaliza.

Quer mais inspirações para a sua reunião?

Veja alguns boards no Pinterest da Camila para se inspirar.

4 dicas para um look de reunião sem muita formalidade

3 motivos para usar o IGTV em sua estratégia de Marketing

3 motivos para usar o IGTV em sua estratégia de Marketing

Você já conhece o IGTV ou usa essa ferramenta na sua estratégia?

Sabe para que essa ferramenta do Instagram serve? Essa foi uma novidade lançada pelo Instagram em junho de 2018 que permite que os usuários publiquem vídeos mais longos em seus perfis. Isso porque, hoje no feed, é possível publicar materiais com apenas 1 minuto no máximo.

Com o objetivo de concorrer diretamente com o Youtube, no IGTV é possível produzir conteúdos mais longos de até 10 minutos, para quem tem menos de 10 mil seguidores, ou até 1 hora, para quem passa dessa marca de followers. Agora que você já sabe o que é IGTV, que tal entender os 3 principais motivos para incluí-lo na estratégia de marketing da sua empresa?

 

1 – Você pode fazer tudo com o celular

Muita gente evita usar o vídeo como estratégia por não ter câmeras ou por não ter
habilidade com softwares de edição de vídeo. A vantagem é que com o IGTV você pode fazer tudo pelo seu celular. Ele foi desenvolvido para que você possa ver os vídeos na vertical, assim fica até mais fácil de gravar, sendo pela câmera tradicional do aparelho ou até mesmo pela frontal.
A edição pode ser feita com alguns aplicativos gratuitos que você pode instalar no seu próprio celular. Como por exemplo o Inshot, Quik, Viva Vídeo ou até Story Art.

Busque apps de edição em Android

Busque apps de edição em Iphone

Apps de edição, permitem que você corte, inclua efeitos e até deixe com um efeito visual mais bonitinho do que um vídeo simples feito de apenas cortes. Tudo com muita facilidade.

Acompanhe mais algumas dicas para um melhor aproveitamento:

▪Você também não precisa investir muito caro em equipamentos auxiliares, como microfone.
▪Ao menos no início, você pode aproveitar o microfone que vem embutido no fone do seu aparelho para gravar um áudio de melhor qualidade para o seu IGTV.
▪Muito mais fácil gravar, editar e publicar por apenas um dispositivo, sem precisar fazer muitas transferências de arquivos, né?
▪Antes de publicar foque na estratégia geral do seu negócio para que esses vídeos estejam alinhados com o que a sua marca propõe. Foque em uma mesma linguagem para todos os materiais e também em um mesmo filtro, para que tudo tenha a mesma identidade.
▪Por mais que tudo possa ser feito pelo celular, o capricho não pode ser deixado de lado.
▪Escolha um ambiente com uma boa luz e pense sempre em uma boa descrição para os vídeos e também para o título do seu conteúdo.

 

2 – Aproveite a oportunidade para gerar valor para o seu público-alvo

No IGTV você tem a oportunidade de criar conteúdos mais longos e assim criar um
relacionamento melhor com os seus clientes. Assim, você pode aproveitar para:

– Dar dicas relacionadas ao comportamento do seu nicho, antecipando dúvidas de uma jornada de compra;
– Ensinar passo a passo como usar o seu produto;
– Mostrar depoimentos e entrevistas dos seus clientes mostrando uma prova social;
– Responder às Perguntas mais comuns sobre o que você vende;
– Criar uma web série ou mini curso gratuito sobre o seu produto ou serviço para promover mais autoridade para o seu negócio e até promover um conteúdo pago.

 

3 – Marque presença em todos os terrenos na internet

Com o IGTV é possível marcar presença em todos os terrenos da internet. Mas, cuidado!
Não produza conteúdos vazios. As pessoas sempre buscam conteúdos de valor para as suas mídias sociais.

Apesar de não ter tido muitas visualizações no começo, hoje o Instagram permite que você compartilhe uma parte do seu vídeo recém publicado na timeline para promover a divulgação, além da faixa de notificação no topo do feed e também a divulgação nos stories.
Isso promove um excelente alcance e engajamento de cada uma das publicações na mídia social.

Está esperando o que para poder dar início na sua produção de vídeos do IGTV?

5 Coisas legais que você pode fazer por você

5 Coisas legais que você pode fazer por você

Oi, menina.
Sei que os seus dias estão sendo difíceis e completamente atolado de trabalhos ou confusões pessoais. Sei também que às vezes você sente um cansaço enorme e sente que nada vai dar certo. Aquele aperto enorme que invade e enche o seu peito…. ele vai passar. Eu tenho certeza disso!

É por isso que o post de hoje, na realidade é uma carta de amiga para amiga, com coisas legais que você pode fazer por você mesma para ter pelo um dia melhor e de cuidado com você. Não pense em nada. Apenas em você!

Vamos lá?

1 – Medite

Eu raramente meditava. Sentia os efeitos, mas no dia a dia, afirmava não ter tempo para isso. Foi aí que eu decidi, acordar meia hora mais cedo para fazer meditações, orações e afirmações. Parece balela, mas eu juro que depois dos três primeiros dias, você já vai sentir uma completa mudança e mais controle sobre as suas emoções.

Eu sei, amiga, é muito complicado meditar e não ter nada em mente. São tantas coisas para pensar e notificações para checar. Mas, a meditação não é tão difícil quanto você imagina. É por isso, que eu faço meditações guiadas. Eu ouço as meditações do Yoga Mudra.

Durante o dia, quando estou prestes a me desestabilizar, seja por qual motivo for, eu respiro fundo e escuto músicas de frequências de criatividade, harmonia, paz e amor próprio, neste canal.

2 – Tenha uma playlist animada

Nada melhor do que uma playlist animada para começar o dia ou até mesmo para os momentos mais tristes. A minha vai de Beyoncé e Bruno Mars até bons Funks para que eu possa me soltar e dançar como se ninguém estivesse me olhando! Você pode escolher músicas do ritmo que mais te agrada, desde que te coloquem pra cima. Aproveite para dar um nome que vai te lembrar exatamente o objetivo dela. No Spotify, a minha chama My Happy Days!

3 – Leia o seu livro favorito

Confessa, qual foi a última vez que você leu qualquer livro? Faz tempo, né? Tenha sempre o seu livro favorito na cabeceira. Para aqueles momentos em que você precisa se desligar e levar os seus pensamentos para bem longe do tudo o que te deixa triste ou preocupada. Eu, no momento, estou lendo o Milagre da Manhã no momento. Mas, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada está sempre por perto para me levar para Hogwarts.

4 – Faça um limpa no seu guarda-roupa

Chegou a hora de fazer algo por você e pelos outros. Somos muito apegados, mas tenho certeza que você tem muitas peças que nem usa mais. Limpar o seu guarda-roupa te ajuda a manter focado apenas em que combinações você poderia fazer com aquela peça, lugares que poderia usá-la e até mesmo se não chegou a hora de passar para frente.

Mais uma vez você foca em você e deixa as suas preocupações de lado. Parece bobeira ou coisa de quem tem Virgem como signo solar ou ascendente, mas eu juro que é verdade. Ao tirar do guarda-roupa aquelas peças que você não usa mais, você vai abrir espaço para coisas novas chegarem e aprender a se desapegar do que está fora do seu controle e que precisa deixar ir. Limpar o guarda-roupa é um dos melhores exercícios de desapego para se fazer.

5 – Cuide de você

Essa parte é a minha favorita e eu busco fazer todo fim de semana. Um tempo apenas para mim. Eu acordo aos poucos, sem pressa e no meu tempo. Fico de pijama o máximo que eu posso. Respiro fundo. Eu levanto, como, bebo muita água.

É hora do banho e hidratação do cabelo:

Quando é hora do banho, eu novamente respiro fundo, mantendo uma respiração calma e intensa, consigo esquecer de qualquer coisa que esteja me deixando preocupada, triste ou ansiosa. É como se fosse uma meditação conectada com a água que me faz muito bem.

Passo o shampoo, desligo o chuveiro e faço uma misturinha do creme Morte Súbita e Óleo de coco. O Morte Súbita é o meu creme favorito de hidratação. Já testei muitos e ele é o que melhor se encaixa em eficiência e também em relação ao custo. Uma máscara super hidratante e ótima para quem tem muitas químicas no cabelo. Lembre-se sempre de escolher o creme ideal para o seu tipo de cabelo.

O óleo de coco também dura muito tempo e é ótimo para ajudar na queda do cabelo, suavizar cabelo seco, proporcionar brilho aos fios e fornecer todos os nutrientes necessários.

Eu deixo agindo 5 minutinhos e enquanto isso, passo sabonete esfoliante em meu corpo.

Uma outra alternativa para ajudar o óleo de coco é a umectação. Passe o óleo de coco no cabelo antes de dormir e no outro dia cedo, retire do cabelo.

Máscara facial

Ao sair do banho, eu faço uma máscara de hidratação facial. São 20 minutinhos que deixam a minha pele mais firme, hidrata e sadia. Você pode optar por máscaras de marcas como Ricca e Dermage, que são excelentes ou também hidratações caseiras com misturas de

ingredientes como mel, café e etc. Eu não cuido muito da minha pele no dia a dia, mas confesso que tenho focado em máscaras que evitam o envelhecimento precoce. Lembre-se sempre de escolher algo adequado para o seu tipo de pele.

Escalda pés e hidratação

Coloco os pés na água quente, coloco sal grosso e simplesmente relaxo. Se você tiver bolinhas de gude é ainda mais gostoso.

 

O que você faz por você? O que deixa o seu dia mais feliz?

Conte para gente nos comentários!

Conteúdo não é só post

Conteúdo não é só post

Esta publicação tem um principal objetivo: mostrar que o conteúdo vai muito além de uma simples postagem. Isso porque, o que você vê em blogs e mídias sociais é mais do que imagem e texto, envolve também: estratégias de branding, planejamento, mensuração de resultados, monitoramento, análise de concorrência, pesquisa de palavras-chave, objetivos de mercado, estudo profundo do público-alvo e muito mais.

Para explicar isso, vamos dividir o processo de criação de um conteúdo em quatro fases: planejamento, produção, operação e promoção. São essas fases que vão evitar falhas no processo de criação de conteúdo e te ajudar a ir além de simples posts no Facebook.

1 – Planejamento

Antes de mais nada, ao iniciar o planejamento da sua estratégia de conteúdo, você precisa ter em mente quais são os seus principais objetivos: alcançar mais tráfego, realizar mais vendas, gerar relacionamento, educar o cliente sobre o seu produto ou serviço, entre outros.

Além do objetivo, é preciso também conhecer o seu público-alvo e a sua persona: o que é importante para os meus leitores? Quem eles são? Que tipos de conteúdos eles gostariam de ler?

Esses dois passos são importantes para que você comece a construir um processo de confiança com quem acompanha o seu negócio. Tendo os dois itens acima em mente, já é possível começar a pensar em toda a jornada de compra do seu cliente, desde o momento em que ele te descobre até a compra ou contratação do que você oferece.

Após definir os objetivos de cada conteúdo que você irá gerar, quem é o seu cliente, a jornada de compra que ele segue, é hora de definir quais serão as palavras-chave da sua estratégia e também analisar os principais canais que estes conteúdos serão veiculados.

Agora é hora de fazer um brainstorming para definir os assuntos que serão abordados e as datas de cada um deles. Os conteúdos podem ser escritos falando sobre o seu serviço, sobre o seu produto, mas também de assuntos relacionados. Na etapa de brainstorming, considere todas as sugestões, mesmo que elas sejam extremamente malucas em um primeiro olhar. O planejamento editorial construído desta fase vai ajudar nas três outras que vocês vão saber a seguir.

Veja o post da Lady Anna Flávia Nascimento sobre planejamento conteúdo e saiba mais sobre esta etapa.

2 – Produção

É hora de colocar a mão na massa e começar a escrever. Com um calendário editorial pronto, você consegue dar start na produção dos conteúdos que você planejou além dos posts. Você pode criar uma infinidade de publicações. Seus conteúdos podem ser:

  • Vídeos;
  • E-books;
  • Editoriais fotográficos;
  • E-mails;
  • Webinários;
  • Infográficos;
  • Templates;

Esses são apenas alguns exemplos de conteúdo que você pode produzir para ir além de um simples post. Alguns deles inclusive, ajudam você a aumentar a sua base de leads. É por isso, que você deve ser útil para conquistar a confiança de sua persona. Quando você escreve sobre soluções para possíveis dores de alguém, o conteúdo que você fez ganha muito mais valor para o seu cliente.

Calma, sei que dei exemplos de tipos de conteúdo além do post, mas não falei sobre os assuntos que você pode abordar. Separei algumas dicas de conteúdos que você pode fazer para os seus clientes:

  • Cases: entreviste seus clientes, conte a história deles. Todo mundo gosta de ver casos reais de sucesso ou de garantia de solução. Isso traz credibilidade para o seu negócio. Este conteúdo pode ser um vídeo, um webinar ou até mesmo um simples e-mail.
  • Guias, manuais e tutoriais: um passo a passo completo de como usar a sua ferramenta ou o seu produto. Um guia para noivas, mães iniciantes, guia de presentes e por aí vaí. Já pensou como um passo a passo completo oferecendo uma solução pode ser um conteúdo incrível para seus clientes? Esses conteúdos podem infográficos, webinários, vídeos ou até mesmo editoriais fotográficos.
  • Soluções: planilhas, ferramentas, checklists podem fazer parte das soluções que você irá entregar para o seu público. Pode parecer para você, que este tipo de conteúdo não é muito agregador, mas saiba que estes templates e kits podem ajudar muitas pessoas, por isso não podem estar fora de suas estratégias de marketing.

Não se esqueça da importância das palavras-chaves nesta fase de produção de conteúdo.

3 – Operação

Você produziu todos estes conteúdos e agora é hora de colocá-los no ar. Como você irá veicular cada um deles? Em quais meios eles estarão disponíveis para o seu público?

Após essas definições e publicações, é hora de analisar os resultados. Esse acompanhamento, na fase de operação, é fundamental para entender que tipo de conteúdo vale a pena continuar sendo produzido e qual você não precisa mais produzir.

Analise e crie planos de ação para as melhorias no planejamento do próximo mês.

4 – Promoção

Nesta etapa de promoção é hora de começar a divulgar os conteúdos que você criou. Aqui, os posts em mídias sociais se tornam fundamentais para gerar relacionamento com os seus clientes e para que eles alcancem ainda mais pessoas.

É preciso estar presente em todas as mídias sociais. Na etapa de operação, verifique os melhores horários para as publicações. Publicações anunciadas nesses meios e também links patrocinados no Google são excelentes geradores de tráfego para o seu conteúdo.

E aí, preparado para criar conteúdos além dos simples posts? Ter uma estratégia de conteúdo alinhada com os interesses de seus clientes, certamente o ajudará a ter mais resultados!

Tem alguma sugestão de conteúdo além dos posts? Conte para a gente nos comentários!

5 coisas que aprendi com ações que usam o entretenimento no diálogo com clientes

5 coisas que aprendi com ações que usam o entretenimento no diálogo com clientes

E se o uso do entretenimento nos seus canais aumentasse as cifras da sua renda no final do mês e proporcionasse verdadeiros apaixonados pela sua marca? Incrível, não é mesmo!?

Grandes marcas usam uma pitada de bom humor, com sacadas de entretenimento do momento, para se comunicar com os seus clientes e gerar bons resultados.

Essas publicações, em sua maioria, tem um retorno positivo, principalmente porque desperta no consumidor uma afinidade momentânea com a marca e a sensação de que a empresa está sendo empática com a sua situação dele naquele momento. Mas, é necessário atenção e bom senso, para não perder a mão nos comentários e manter sempre o prometido, desde o começo, ao introduzir esse viés de contato.

Essa técnica não é usada só hoje e existe desde o momento em que a publicidade era 100% offline. Por isso, selecionei os cinco aprendizados que tivemos com as marcas em ações nas mídias sociais de 2013 para cá. Cinco anos com milhares de ações com pouco investimento e resultados incríveis.

1 – É preciso estar no timing certo

O entretenimento pode ser usado em todas as mídias sociais e com todo tipo de conteúdo. O que você precisa é de timing para realizar as brincadeiras na hora certa com os seus clientes. Prova disso é o Ponto Frio, do grupo Cnova, que fantasticamente transformou um Pinguim bem-humorado, no principal porta voz da marca no relacionamento com os seus clientes, ao longo de pelo menos seis anos. A estratégia está no ar e funciona até hoje!

O “boom” da marca aconteceu durante a novela Avenida Brasil, em que um kit criado com o nome de uma das personagens principais, a Carminha, vendeu até rodos e capacetes na internet. Tudo contextualizado com o que estava sendo comentado com as pessoas no momento da novela. Fantástico né?

2 – Entretenimento para gerar engajamento

Quem também tem um ótimo timing para ações online é o Cemitério Jardim da Ressurreição, em Teresina, no Piauí. Na estreia da Copa, eles aproveitaram para mostrar o ótimo desempenho que as pessoas de seu time estavam tendo “em campo”.

Mas, a estratégia do espaço vai além. Isso porque o cemitério usa do bom humor, na medida certa, para atrelar as suas ações com memes do momento e até músicas tradicionais brasileiras, como Eduardo e Mônica, do Legião Urbana.

Essa não foi a primeira vez que a música foi usada em uma ação de entretenimento para surpreender o público. A Vivo refez um videoclipe da música Eduardo e Mônica em sua campanha de Dia dos Namorados, em 2011, unindo momentos chaves da canção com os serviços que ela oferece. Tenho certeza de que você lembra até hoje desta propaganda que foi sucesso em todos os canais.

3 – Esqueça links diretos de vendas

Outro grande aprendizado que o Pinguim do Ponto Frio trouxe ao longo desse tempo é que os links diretos de vendas funcionam, mas trazem ainda mais resultados quando tem um relacionamento de verdade com o momento da compra.

A equipe que cuida das mídias sociais da marca busca sempre entender a real necessidade de seus clientes, atrela ao que ela está comentando no momento na rede, para entregar ofertas ainda mais personalizadas. Ao entrar em uma conversa solicitando descontos para o Pinguim você acaba sendo tratado como um grande amigo.

4 – Entretenimento até em casos mais críticos

Com o Pinguim, não há frases prontas e scripts feitos. Há memes, gifs, músicas, referências, trocas de carinho e até juras de amor. Deu algum problema? Você não será redirecionado para lugar algum. O seu problema é resolvido com agilidade na mesma plataforma, sem deixar as pessoas sem as respostas esperadas!

De 2013 a 2016, a Prefeitura de Curitiba, carinhosamente apelidada de Prefs, também investiu no entretenimento para gerar um relacionamento mais próximo com seu público-alvo. A instituição aproveitou a onda para falar com o auxílio de entretenimento, publicações virais relacionadas a cidade sobre ações de cidadanias e campanhas de conscientização!

Um belo exemplo, foi o Casamento Vermelho entre as prefeituras de Curitiba e Rio de Janeiro, para incentivar a

doação de sangue. A referência utilizada pelas prefeituras do casamento é do episódio da série Game Of Thrones!

Hoje, devido à algumas leis relacionadas ao posicionamento político online, a instituição diminui as brincadeiras, ainda usa em algumas situações o entretenimento para atrair o engajamento dos fãs das páginas.

Na atualidade, quem gerencia crises de atendimento com muito louvor, é o Nubank. Com o objetivo de redefinir o padrão de serviços financeiros em todo o mundo, a diferença já começa logo no relacionamento com os seus clientes. As respostas são sempre carregadas de empatia, gifs e emojis que passam que a empresa preza pelo relacionamento humano.

5 – Saiba quando é hora de virar o jogo

Saber a hora de entrar na onda de alguma brincadeira também ou virar o jogo é importante. Depois de um vídeo cheio de críticas feito pelo canal Porta dos Fundos, no Youtube, a rede Spoleto, preferiu aproveitar para usar a mesma linguagem, sendo extremamente honesta, para recuperar a sua credibilidade com os clientes.

https://www.youtube.com/watch?v=ebe-3s4TLfQ

Tem mais algum aprendizado no uso do entretenimento em ações online ou um case incrível? Conte para a gente nos comentários! Vamos adorar conhecer!