Escolha uma Página
Quando tudo falha…e você percebe o que significa empreender

Quando tudo falha…e você percebe o que significa empreender

Tem dias que tudo dá errado, né?

O dia já amanhece nublado, no WhatsApp chegam notícias ruins e cobranças, sua internet pifa: “logo hoje, que tenho uma reunião online marcada”. Vamos focar no café da manhã! Abre a geladeira: nada de interessante por aqui. Ainda existe esperança, bora pra padaria! Pé fora de casa, começa a chover, você está sem guarda-chuva, claro. Volta pra casa, barriga vazia, deixa pra lá o café da manhã.

Trabalhando home office, espera a internet voltar, acessa o e-mail pelo 4G e a primeira novidade é do seu maior cliente, avisando que vai precisar revogar o contrato dos próximos doze meses porque aconteceu um grande imprevisto. Hoje tem almoço em família, o assunto acaba sendo você, seu trabalho e como talvez você nunca seja rico igual aquele seu primo que mora no exterior. “Quem empreende não ganha dinheiro, né? Ninguém é feliz fazendo só o que gosta”, dizem eles. Certo, que boa dose de ânimo, o dia está ó!

Chegando em casa, a internet voltou. Ufa! Parece que o jogo virou, não é mesmo? Não! Seu parceiro de negócios te conta mais uma novidade: surgiu uma oportunidade maravilhosa para trabalhar em uma empresa e ganhar 10k por mês, “não tive como não aceitar”, diz ele. Poxa, que legal, voa longe amigo. Eu fico por aqui, mesmo.

A noite vai chegando, hoje o dia foi complicado. Zapeando as redes sociais, a vida de todo mundo parece estar tão boa, porque a sua não? Será que é tão difícil empreender? Começa a ler notícias sobre o tema, todos falam de sucesso, de lutas, metas, foco, disciplina, enfim. Está cansado, parece que a cabeça vai explodir e claramente está longe do sucesso.

Pausa na história.

Aos meus leitores empreendedores: grande ou pequeno, dono de empresa ou freelancer, nem todo dia é bonito. Empreender é uma arte! Acredito que você pode ter se identificado em algum momento dessa história (deixe nos comentários, quero ouvir o seu lado), não é diferente comigo, tem dias que a vontade é de largar tudo, mas, quero te dar algumas dicas para esses dias difíceis, onde parece que todos se viram contra você, até o universo.

Quando tudo falhar e for difícil empreender, continue a nadar, como nos ensina Dory. É sério, cada dia tem o seu próprio mal e muitas vezes paciência pode ser a chave de tudo. Realmente é muito importante parar, pensar e anotar. Na correria do dia a dia, e na fissura por “sobrevivência”, acabamos deixando de lado o nosso propósito e perdemos o foco principal. Por isso, trouxe algumas dicas sobre o que você pode fazer nesses momentos:

Você ainda acredita no que faz? Empreender é correr muitos riscos e abrir mão de que tudo saia como planejado. O caminho está mais para escalar uma montanha íngreme do que um passeio tranquilo na praia. Reconecte-se com seu propósito inicial. No fim, nunca será sobre produtos e serviços, mas sobre como você pode fazer a diferença na vida e nos negócios das pessoas.

Você ainda gosta de aprender? A gente sempre tem o que aprender e o que ensinar. Busque conhecimento e estude todos os dias. Uma nova ferramenta, um novo conceito, assuntos dentro da sua área ou até mesmo fora dela. Conhecimento nunca é demais, nos ensina a crescer e aumenta nossas referências.

Faça um detox! Não necessariamente detox alimentar (pode ser bom também!), mas retire da sua vida tudo aquilo que não acrescenta. Dívidas, pessoas, parceiros, serviços, etc. Muitas vezes, estamos colocando nossa energia naquilo que não te leva pra frente, mas te paralisa. Analise com muito cuidado e faça a limpa.

Experiência nasce da prática e do tempo. Quanto mais tempo empreendendo, mais você irá aprender. Desde definir seus serviços, produtos e preços, até como abordar possíveis clientes. A vida realmente ensina. Você também pode aprender com os erros dos outros, então procure estar em contato com pessoas que você admira e que estão no mercado a mais tempo.

Reinvente sua estratégia! Se não deu certo, mude! Muitas vezes, nos apegamos aos nossos sonhos de tal maneira que não conseguimos enxergar o que está dando errado. Analise racionalmente seus processos e perceba onde e como pode mudar sua estratégia. De repente, mudar sua lista de serviços oferecidos, ou a forma como você tem se posicionado nas redes sociais, por exemplo.

Exercite um olhar positivo. Não será a primeira vez e nem a última que clientes, parceiros, família e amigos não irão te apoiar. Isso tudo faz parte! Tente enxergar essa falta de apoio como um gás pra seguir em frente. Faça por você e pelo seu futuro!

Espero que esse texto tenha te motivado de alguma forma. Empreender também é ser perseverante em meio a insegurança e incerteza. Quanto trabalhamos juntos e compartilhamos nossas fraquezas e vitórias, as coisas começam a dar certo. Tenha coragem de ser vulnerável e você será a pessoa mais forte do mundo.

Espero que esse texto fique salvo nos seus links importantes, para que quando “aqueles dias” vierem, você volte aqui, releia e fique em paz! Tenho certeza que você também tem algumas dicas bem legais sobre o que fazer nesses momentos, então te convido a deixar a sua dica nos comentários 😉

Obrigada!

**

Esse texto teve o apoio em insights e sugestões de Laíze DamascenoCristiane ThielThais BarrosFernando Cardoso, obrigada!
Esse texto foi originalmente publicado no Linkedin da autora.
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com